Ch4 Prologue

Por cada força que existe
Há outra que a contraria,
A noite não persiste
Se nunca chegar o dia.
As coisas nascem aos pares
Quando algo se cria.
Em todos os lugares,
Por ciência ou por magia,
Tudo existe entre opostos,
Balançando-se na fronteira
Entre os dois extremos dispostos
Dos dois lados da barreira.
For each force there is
There’s another that works against it
The night doesn't persist
If the day never comes
Things are born in pairs
When something is created
In all places
Through science or magic
Everything exists between opposites
Balanced in the border
Between the two extremes set
On both sides of the wall

No comments:

Post a Comment